Os limões da tequila. A tinta da caneta. As paginas do livro. E o açucar do café!

Seguidores

Morrer não significa apenas parar de respirar, eu morri tantas vezes apenas tentando estar viva,e matei algumas coisas comigo,talvez eu seja alguma serial killer do caos, talvez eu realmente goste da dor,todas as vezes que eu matei meus pedaços eu sangrei, todas as vezes eu ressurgi apenas pra me sentir mais viva.Eu morri mais que um gato de sete vida,eu fui mais fundo que uma cova de sete palmos.E eu gosto de estar sozinha, e eu gosto da solidão nostálgica de uma tarde nublada e chuvosa, porque toda forma de dor tem seu lado bom.Talvez eu nunca fui tão forte quanto sempre achei que poderia ser.Talvez eu apenas estivesse caindo,morrendo e sangrando e talvez eu nunca ache o sentido de tudo isso,mas existem tantos outros pedaços,e algumas vezes eu fui apenas tão covarde abaixando todas as armas mesmo sabendo que precisava matá-las, mas eu apenas tenho que continuar,engolindo minhas lagrimas como um alivio,antídoto contra qualquer forma de dor,algumas coisas são melhores se apenas deixarmos pra trás,não importa a quem isso vai machucar e eu começo a pegar uma via de mão dupla entre a dependência e o desespero.

2 Vomite suas palavras aqui :D:

Felipe Braga disse...

Incrível, mais uma vez me lembrei de um livro que li há pouquíssimo tempo.
Tuas palavras são fortes, são lindas.
Teu blog é demais.
Parabéns.

Ana (: disse...

eu me identifiquei muiito com seu texto, sagitário *--*
eu adoroo esses textos sombrios T--T me trazem uma nostalgia indescritível de algo que nunca existiu realmente! (não, nem tô ébria)
Amei seu post amiga ^-^
Beijãão

e aah, sim, eu tenho apelido de Cassie (uma personagem anorexica de um seriado chaamado Skins no qual nós somos IDÊNTICAS fisicamente, e quase psicologicamente tb pq ela é retardada hauahuahau e é o máximo!)

Beijãão de noovo ;D