Os limões da tequila. A tinta da caneta. As paginas do livro. E o açucar do café!

Seguidores

Nós estamos aprendendo tão rápido

Como pegar a estrada para um coração partido

Hey, Você pode me ensinar a pará-lo

Antes que não haja mais tempo

E se você me deixar conhecer

Aquela parte de você que ninguém consegue ver

Será que ainda seremos estranhos ou íntimos demais?


Oh! O que há de mim pra ser resgatado?

O que há de mim para ser consertado?

O que há de mim para ser encontrado?

E então...


Nós aprendemos o que é certo e errado

Mas ninguém nos ensinou a consertar

Hey, você pode me mostrar o que há atrás daquelas portas

Porque eu não quero mais aquelas lagrimas nos meus olhos

E se você me mostrar aquele sorriso

Só pra mim saber que ainda existe uma felicidade simples

Escondida através do caos


Oh! O que há de você pra ser curado?

O que há de você pra ser salvo?

O que há de você que deve ser esquecido?

E então...


Nós deixamos pra trás as regras

Pra descobrir o que era a diversão proibida

Hey, você pode me avisar quando as coisas ficarem serias

Eu estou tão anestesiada pra saber quando a graça deve acabar

E se você decifrasse as entrelinhas eu ficaria mais segura

Eu não quero perder o que talvez

Nunca esteve em minhas mãos e deixar quebrar


Oh! O que há de nós pra ser juntado?

O que há de nós pra ser aprendido?

O que há de nós pra ser ensinado?

E então...


Nós fizemos tanto pra chegar até aqui

E acho que não podemos mais voltar

Hey, você pode me dizer se quer ficar ou partir

Porque eu não quero a duvida

Preenchendo minhas noites no lugar dos seus sonhos

E se você me pedisse pra te salvar

Eu iria ao infinito pra buscar

Todos os sorrisos de crianças pra te fazer lembrar

Que esperança não significa nada além de ter algo pra esperar


Nós podemos nos curar e nos ferir

E talvez eu não sinta dor

Nós podemos chorar e sorrir

E talvez você não sinta falta

Nós podemos cair e voar

E talvez eu prefira apenas recuar

Nós podemos salvar e matar

E talvez você escolha deixar pra trás

Nós podemos brincar e magoar

E talvez eu decida parar

Nós podemos encher e esvaziar

E talvez você queira apenas não se importar

E então...


O que nós fizemos de nós?


Imobiliarias
Contador grátis

4 Vomite suas palavras aqui :D:

Kakah* disse...

Belíssimo!
Você escreve muito bem! ^^
Obrigada por marcar presença no meu blog...
bjinhuss
até a próxima!

Felipe Braga disse...

Ah, que lindo. Você postou.
Imaginei uns solos de guitarra, a batida de um baixo pesado. Esse poema ficaria muito bom num Rock'n Roll!
Adorei, Suzy.
Beijos.

. débora disse...

nossa que lindo!
ficaria uma linda música :d
se for fazer uma me passa(:
'E se você me mostrar aquele sorriso
Só pra mim saber que ainda existe uma felicidade simples'
lindo, lindo!
:*

henrique menna disse...

Adorei seu blog, muito bom mesmo, gostei muito, parabéns, continua assim, vou ate segui seu blog, quando de da uma olhada no meu ta!
http://henrique199.blogspot.com/
Posso adicionar seu blog como parceiro?

Você tem propaganda no seu blog, se tiver vamos fazer uma coisa, eu entro nos seu anuncio e você entra nos meus, você aceita? Vamos ganhar uns trocos !