Os limões da tequila. A tinta da caneta. As paginas do livro. E o açucar do café!

Seguidores

Hoje, eu quero ver o pôr do sol e sentir os raios me ferirem sem sentir dor.
Eu quero o calor de um lugar tranquilo, e a quietude de um abraço,
eu quero respirações proximas, e gotas de chuva caindo como estrelas
Eu quero a plenitude de um sorriso e o aconchego de um abrigo
Eu quero esquecer as leis, as horas, e as ordens. Tudo o que eu quero hoje se chama LIBERDADE.
A liberdade do sentir,
A liberdade do saber,
A liberdade do conhecer..
Eu quero uma inocencia restaurada e gargalhadas sem culpa
Eu quero não obdecer a razão, e foda-se a lei da gravidade.
Eu quero o arrepio de um sussurro e o torpor do pecado em minhas entranhas.
È.. é isso que eu quero,
A liberdade do pecado,
A liberdade do erro,
A liberdade do libido.
Eu quero o perdão, não pra mim, para todos.
Eu quero mãos dadas e uma brisa fria pra lembrar que estamos vivos.
Eu quero risadas de doer a barriga e lagrimas salgadas pra se lembrar que só existe
o aqui e o agora. Eu quero esquecer os jornais, os telefones, a televisão, o correio.
Eu só quero o contato.
Um amor sincero, mesmo que seja inventado.
Eu quero tudo.
Eu quero só a liberdade.
Imobiliarias
Contador grátis

3 Vomite suas palavras aqui :D:

Kakah* disse...

Oláá
Bom,
Seu texto foi como música...
Me senti ouvindo uma banda tocando essa música!
auhauhahuauha
adoreii!D+!

BJinhuss

Felipe Braga disse...

*-*
Como música mesmo. Fiquei imaginando tua bela voz cantando pra mim. rs
Adorei o post, Suzy.
Beijos.

Glen Pace disse...

Adorei esse texto :D
e teu blog também, estou te seguindo (: